fbpx

Efeito Shedding Hair – Devo me preocupar

  Por Brenda Archanjo

Se você já fez ou faz uso do Minoxidil, com certeza já experienciou queda capilar no início do tratamento.

Esse estágio bastante desagradável é conhecido como “efeito shedding” e, por incrível que pareça, faz parte do processo de crescimento dos fios.

Irônico, não? Se o Minoxidil deveria estimular o crescimento capilar, por que os fios caem durante o tratamento?

Pode parecer confuso, mas a explicação para esse fenômeno é mais simples do que parece.

Ficou curiosa para entender melhor o efeito shedding e por que ele é necessário no tratamento com Minoxidil?

Como sempre, para descobrir basta continuar a leitura!

O que é o efeito shedding?

O efeito shedding nada mais é do que um dos efeitos colaterais do uso do Minoxidil. Mas, diferentemente dos outros, esse é um efeito adverso necessário.

Ficou confusa? Vamos explicar melhor.

A calvície é uma condição genética que provoca o afinamento dos fios capilares e, consequentemente, a queda desses fios.

O Minoxidil age nos folículos capilares de duas maneiras.

A primeira se dá por conta de sua ação vasodilatadora, que promove a dilatação dos folículos e facilita o crescimento dos fios.

A segunda interfere diretamente nas fases de crescimento do cabelo. A fase anágena, em que fios crescem, é prolongada, enquanto a fase telógena, em que os fios caem, é encurtada.

E por que o efeito shedding é necessário?

Imagine a seguinte situação: você foi contratado para pintar um cômodo.

À primeira vista o serviço parece muito simples, mas chegando na casa do cliente você percebe que todas as paredes estão com infiltração e descascando.

Se você optar por ignorar o problema e pintar por cima da parede defeituosa, o resultado não irá agradar seu cliente nem um pouco.

O certo a se fazer seria informá-lo de que a reforma levará um pouco mais de tempo do que o previsto, mas que o resultado ficará impecável.

O Minoxidil age da mesma forma. Antes de estimular o crescimento de fios mais resistentes e grossos, ele precisa eliminar os fios ralos e fracos.

E, assim como você faria na situação que criamos acima, os fabricantes de Minoxidil deixam bem claro a seus clientes que os resultados do tratamento podem demorar um pouco mais para surgir e que isso é completamente normal e necessário.

Efeito shedding x queda capilar

Muitos ainda confundem o efeito shedding com a queda capilar.

Ainda que ambos sejam quase sempre experienciados da mesma maneira (desagradável), esses são fenômenos distintos.

A queda de cabelo pode ser causada por inúmeros fatores diferentes. O mais comum é a calvície.

Nesse caso, o ciclo de crescimento dos fios é encurtado até que o cabelo, em algum momento, acabe parando de crescer.

Já o efeito shedding é basicamente uma troca dos fios.

Enquanto na queda capilar não há uma “reposição”, o efeito shedding descarta os fios fracos para dar lugar aos fios fortes.

Quanto tempo dura o efeito shedding?

O efeito shedding pode ser bastante desagradável, mas a boa notícia é que ele não dura muito tempo.

O período exato varia bastante de mulher para mulher, mas geralmente o fenômeno ocorre da seguinte maneira

  • Início do tratamento com Minoxidil. O volume dos fios deverá aumentar por um breve momento.
  • 2-3 semanas depois: início do efeito shedding. Os fios finos começam a cair.
  • 4-12 semanas depois: efeito shedding diminui gradativamente até a queda parar completamente.

É importante lembrar que o efeito shedding pode durar até 3 meses em alguns casos.

Por essa razão, é importante consultar um dermatologista/tricologista caso a queda dure mais tempo que isso.

E aí, você já experienciou o efeito shedding alguma coisa?

Como você lidou com essa fase do tratamento com Minoxidil?

Conta para a gente aqui nos comentários!

Adoraríamos te ouvir e seu relato pode ajudar outras mulheres que estão passando pela mesma situação.

Dúvida? Opinião? Escreva um comentário