fbpx

Tudo que você precisa saber sobre a cauterização capilar!

  Por Brenda Archanjo

Existem dois tipos de mulheres – aquelas que entendem tudo sobre procedimentos capilares, estão sempre com o cronograma capilar em dia, e aquelas que mal sabem o que é uma umectação.

E isso é supernatural.

Enquanto algumas não costumam ter problemas com as madeixas, outras testam uma receita caseira nova a cada semana.

Mas somos todas iguais quanto o assunto são as dúvidas em relação ao cabelo.

Afinal, são tantos tratamentos, técnicas, cuidados e receitas que fica impossível conhecer todos.

Hoje vamos falar de um tratamento que não é muito comum e, por isso, levanta muitas dúvidas (e até algumas polêmicas).

Estamos falando da cauterização capilar.

Há muitas controvérsias e mitos que envolvem a cauterização no cabelo, o que acaba gerando muita desinformação.

O resultado disso são mulheres que precisam desse tratamento passando bem longe dele, e outras realizando-o religiosamente toda semana desnecessariamente.

Pensando nesse problema, nós reunimos tudo que você precisa saber sobre a cauterização no cabelo em um só artigo.

Quer saber se você precisa da cauterização capilar?

Então continue lendo esse post!

O que é a cauterização capilar? Para que serve?

cauterização capilar

A cauterização do cabelo é um procedimento bastante similar à reconstrução capilar.

No entanto, enquanto a reconstrução devolve aos fios água e nutrientes essenciais (principalmente o colágeno), a cauterização tem como objetivo repor a queratina.

A queratina é o principal componente do nosso cabelo.

Essa proteína é essencial para que a força, elasticidade e resistência dos fios sejam garantidas.

Além disso, a queratina ajuda a proteger o cabelo das agressões causadas por agentes externos, como alisamentos, colorações, água do mar, cloro etc.

Sendo assim, podemos dizer que a cauterização é uma reconstrução bastante potente, que age selando as rachaduras presentes nos fios de cabelo danificados.

O resultado disso são cabelos mais fortes, resistentes e com uma textura mais sedosa de imediato.

Antigamente, chapinhas, entre outras ferramentas que esquentam, eram necessárias para fixar o tratamento na fibra capilar.

E é por isso que muitas pessoas têm medo de fazer uma cauterização capilar.

Felizmente, hoje já é possível fazer a cauterização sem a ajuda do calor.

Quais são os tipos de cauterização capilar? Qual é a melhor?

Há dois tipos principais de cauterização: as frias e as quentes.

É muito provável que você esteja se perguntando qual das duas é a melhor.

Bom, a resposta para essa questão não é tão simples.

Ambas são igualmente potentes.

O que irá definir qual é a mais indicada serão seus fios. Tudo dependerá do estado do seu cabelo.

Alguns tipos de cabelo respondem melhor a um determinado tipo de cauterização.

Por isso é tão importante fazer uma avaliação com um profissional especializado.

Apenas ele será capaz de identificar qual é o tipo de cauterização mais indicado para o seu tratamento corretamente.

Veja também: Seu cabelo precisa de hidratação, nutrição ou reconstrução?

Quando fazer cauterização capilar?

cauterização capilar

A cauterização é uma reconstrução à base de queratina e, apesar de ser uma proteína essencial para o nosso cabelo, ela não deve ser reposta sempre.

Isso porque, em excesso, a queratina pode fazer mal aos seus fios.

Por isso, é muito importante saber quando a cauterização é necessária e quando é dispensável.

A verdade é que você só terá a resposta para essa pergunta quando um profissional qualificado avaliar seus fios.

Mas já podemos te adiantar algumas coisas…

A cauterização é um tratamento para cabelos danificados.

Isso inclui cabelos quimicamente tratados (descoloração), alisados (progressiva), etc.

Se seu cabelo é natural, você provavelmente não irá precisar de uma cauterização, a não ser que exponha ele a muito calor sem os devidos cuidados (não hidratar e usar protetor térmico, por exemplo).

E assim como fios virgens podem precisar de uma cauterização, os fios quimicamente tratados também podem não necessitar.

Por exemplo, se você segue muito bem seu cronograma capilar, está sempre hidratando regularmente, não expõe seu cabelo às agressões de agentes externos, então não há porque fazer uma cauterização.

Resumindo, nunca faça uma cauterização no cabelo sem necessidade.

Queratina demais pode causar a quebra dos fios.

E se seu cabelo estiver muito danificado por conta de química ou calor, procure um profissional especializado para realizar esse tratamento com segurança e qualidade garantidas.

A cauterização capilar alisa o cabelo?

Muitas pessoas acreditam que a cauterização no cabelo pode alisá-lo, mas isso não é verdade.

É importante ter em mente que o objetivo desse tratamento é única e exclusivamente reconstruir os fios.

Ou seja, a cauterização não é um selante, logo não pode alisar nem diminuir volume e frizz.

Veja também: 8 dicas e 2 tratamentos caseiros para acabar com o famoso frizz

Se você quer alisar os fios, deve procurar outro procedimento.

Apostar em uma cauterização com o objetivo de alisar o cabelo é jogar dinheiro fora.

Seu cabelo poderá ficar mais nutrido, resistente e com um aspecto melhor, mas não ficará mais liso.

Veja também: Truque caseiro para recuperar a definição dos cachos

Cauterização capilar em cabelo cacheado pode?

cauterização capilar

Como vimos anteriormente, a cauterização, seja ela quente ou fria, não é capaz de alisar os fios.

Sendo assim, as cacheadas que estiverem precisando de queratina podem (e devem!) apostar nesse tratamento.

Cacheadas, vocês não precisam ter medo da queratina líquida – ela não morde!

Pelo contrário: repor a queratina dos fios é essencial para que seu cabelo fique bem nutrido e seus cachos bem definidos.

Loiras podem fazer cauterização capilar?

cauterização capilar

Além das cacheadas, as loiras também costumam morrer de medo da queratina.

E se você é uma delas, vamos repetir o que dissemos mais acima – a queratina é sua aliada.

Isso mesmo. Ao contrário do que muitos acreditam, as loiras devem fazer uma cauterização no cabelo sempre que for necessário.

Na verdade, justamente por terem fios quimicamente tratados, elas são muito mais propensas a precisarem desse tipo de tratamento.

Se você tem medo de ficar com o cabelo amarelado, pode optar por uma queratina que seja transparente.

Converse com seu cabeleireiro e compartilhe essa preocupação com ele.

Veja também: 5 poderosas receitas caseiras de nutrição para cabelos danificados

A cauterização capilar serve para queda de cabelo?

Sim!

Se você estiver com fios quebradiços e ressecados, a queratina vai agir revitalizando-os e deixando seu cabelo muito mais forte e resistente a quedas futuras.

Mas é importante saber identificar a origem da sua queda capilar.

Por exemplo, se você sofre com a alopecia androgenética (mais conhecida como calvície), a queratina certamente não irá resolver seus problemas.

Nesse caso, você deve apostar em loções capilares que são eficazes no tratamento dessa condição, como o Minoxidil, que age dilatando os folículos capilares e estimulando o crescimento do cabelo.

Não sabe onde adquirir seu Minoxidil? Então dá uma olhadinha na loja GiGiHair.

Lá você encontra diversas opções de Minoxidil e a segurança, qualidade e originalidade são garantidas!

Veja também: Minoxidil – Saiba tudo, o guia completo

A cauterização capilar é química?

cauterização capilar

Essa é uma dúvida bastante comum.

Por conta da associação que muitos erroneamente fazem entre cauterização e alisamento, algumas pessoas acreditam que esse tratamento é à base de formol.

Mas não.

A cauterização nada mais é do que uma reconstrução capilar que tem como objetivo devolver a queratina para os fios.

O formol normalmente é usado em escovas progressivas e outros procedimentos alisantes e, como já citamos anteriormente, o objetivo da cauterização não é alisar o cabelo.

Quanto tempo dura a cauterização capilar?

A cauterização no cabelo dura em média uma hora, uma hora e meia.

Esse tempo irá variar de acordo com o comprimento do seu cabelo, o tipo de cauterização etc.

Assim que você terminar já irá perceber os resultados do procedimento.

Seus fios estarão mais brilhantes, sedosos, macios e bem mais fortes.

No geral, a textura do seu cabelo estará bem melhor.

Esse tratamento pode ser feito, em média, a cada 30 dias.

Caso seus fios estejam muito danificados, a cauterização pode ser feita de 15 em 15 dias até que o cabelo fique mais nutrido.

Então já sabe, né?

A cauterização é para fios quimicamente tratados ou alisados que precisam repor queratina.

Nada de cauterizar o cabelo sem necessidade!

A cauterização entrega resultados imediatos e é ideal para você que sente seu cabelo quebradiço e fraco.

A queratina pode fazer milagres nos seus fios!

O que você achou desse artigo?

Você ainda tem alguma dúvida sobre cauterização no cabelo?

Conta pra gente aqui nos comentários que vamos te responder!

Dúvida? Opinião? Escreva um comentário