fbpx

Por que a queda de cabelo afeta mais mulheres negras? Como tratar?

  Por Brenda Archanjo

Embora alopecia androgenética (mais conhecida como calvície) seja mais comum entre os homens, isso não significa que as mulheres não podem sofrer com essa condição.

Por mais que a autoestima deles também seja afetada pela falta de cabelo, isso nem se compara ao impacto que a calvície pode ter na autoestima das mulheres. Isso porque a grande maioria delas têm o cabelo como o maior símbolo de feminilidade.

Mas o que nem todos sabem é que a calvície não afeta todas as mulheres da mesma forma. Estudos recentes indicam que mulheres de etnias específicas podem ser mais propensas a experienciarem queda capilar.

Hoje você vai entender por que queda de cabelo afeta mais mulheres negras e descobrir como a calvície feminidade que afeta as mulheres negras pode ser combatida.

Se ficou interessada, é só continuar a leitura!

Por que a queda de cabelo (calvície) afeta mais mulheres negras?

Um estudo realizado pelo Jornal Internacional de Dermatologia concluiu que cerca de 11% das mulheres de origem africana são afetadas pela calvície, enquanto que apenas 5% das mulheres de outras origens são portadoras da mesma condição.

A queda de cabelo afeta mais de uma em cada dez mulheres negras. Sendo assim, é muito importante que a alopecia androgenética seja discutida, mas tendo em mente as particularidades e necessidades das mulheres negras, que são as mais afetadas pela calvície feminina.

Embora o uso de produtos químicos e realização de procedimentos para alisamento possam ser bastante prejudiciais para a saúde do couro cabeludo e dos folículos capilares, esse fator sozinho não é capaz de explicar a diferença no número de casos entre mulheres negras e de outras etnias.

Em 2019, uma dermatologista sul-africana da Universidade de Kwazulu-Natal descobriu que a alopecia androgenética pode ser mais comum entre as mulheres negras por conta de uma mutação genética.

Segundo Ncoza Dlova, a dermatologista pesquisadora responsável por esse estudo, essa mutação é a responsável pela predisposição genética que torna a calvície mais comum entre mulheres negras.

Além disso, Dlova afirma que outra de suas pesquisas científicas demonstrou que a perda de cabelo é mais comum entre mulheres dessa etnia mesmo quando mesmo quando não usam produtos químicos ou realizam alisamentos.

Apesar disso, a dermatologista defende que o efeito desses produtos e procedimentos não devem ser subestimados. Eles podem agravar e acelerar ainda mais o avanço da calvície

Como combater a calvície feminina?

Como discutimos anteriormente, a calvície feminina pode afetar significativamente a autoestima e qualidade de vida das mulheres.

E ao contrário do que muitas pessoas pensam, é possível reverter essa situação sem a necessidade de provimentos clínicos e cirúrgicos invasivos.

O Minoxidil é usado para tratar a calvície masculina há décadas e diversos estudos indicam que esse medicamento também pode ser utilizado no tratamento da alopecia feminina.

O tratamento com Minoxidil é super prático e já começa a entregar resultados em menos de 3 meses de uso. Você pode encontrar esse produto em dois formatos: espuma e loção.

Kirkland/Rogaine Womens

A versão em loção é mais indicada para aquelas mulheres que têm fios mais longos, pois o aplicador em conta-gotas que acompanha sua embalagem facilita bastante a aplicação. Já versão em espuma é ideal para mulheres com couro cabeludo e pele sensíveis.

Ao contrário do que alguns acreditam, a concentração de 5% de Minoxidil em loção também pode ser utilizada pelas mulheres.

A diferença é que essa versão deve ser utilizada apenas uma vez ao dia.

Caso você opte pela concentração de 2%, a aplicação deverá ser feita duas vezes ao dia – uma de manhã e outra a noite.

O mesmo vale para a versão em espuma, seja ela 5% ou 2%.

Basta aplicar 1ml de Minoxidil em todo o couro cabeludo a cada aplicação. Repartir o cabelo e aplicar por etapas pode ser útil e facilitar o processo. É muito importante que todo o seu couro cabeludo (ou a região que você deseja tratar) esteja úmida de Minoxidil.

Depois que você estiver confiante que o produto foi corretamente aplicado em toda a área, basta fazer uma massagem no couro cabeludo durante alguns minutos para ajuda-lo a absorver o Minoxidil.

Lavar bem as mãos após o uso desse medicamento é muito importante para evitar que pelos nasçam em regiões indesejadas.

Tenha em mente que esse tratamento deve ser feito diariamente. Interrompe-lo tem como consequência a perda dos resultados obtidos.

Você pode adquirir o seu Minoxidil com toda a qualidade, originalidade e segurança aqui  com frete grátis!

O que você está esperando?

Diga adeus à baixa autoestima!

 

Dúvida? Opinião? Escreva um comentário