fbpx

Covid-19 e sua a relação com a queda de cabelo

  Por Brenda Archanjo

Muito tem se falado sobre a queda de cabelo sentida por pessoas que contraíram o vírus da Covid-19. Como se os sintomas da doença já não fossem suficientemente estressantes, os pacientes ainda tem de lidar com a queda dos fios. Frustrante, não?

Pensando nas dificuldades e na preocupação que essas pessoas devem sentir ao se deparar com a queda dos fios capilares, separamos tudo que é necessário saber sobre a relação entre a Covid-19 e a alopecia.

Se você teve Covid-19 há pouco tempo e notou esse efeito colateral em seu corpo, fique tranquilo(a). O termo alopecia pode assustar, mas a verdade é que qualquer queda de cabelo é chamada de alopecia. Isso não significa que ela será crônica.

É normal ter queda de cabelo temporária após uma febre ou doença

A febre é um sintoma comum da Covid-19 e, segundo a Academia Americana de Dermatologia, poucos meses após ter febre alta ou se recuperar de uma doença, é normal que as pessoas notem um aumento na queda de cabelo perceptível.

Embora muitas pessoas pensem nisso como perda de cabelo, na verdade se trata de uma queda de cabelo. O nome médico para esse tipo de queda de cabelo é eflúvio telógeno.

Acontece quando mais fios de cabelo do que o normal entram na fase de queda (telógena) do ciclo de crescimento do cabelo ao mesmo tempo.

Uma febre ou doença pode forçar mais cabelos na fase de queda. A maioria das pessoas veem queda perceptível de cabelo dois a três meses após ter febre ou doença.

Punhados de cabelo podem sair quando você toma banho ou escova o cabelo. Essa queda de cabelo pode durar de seis a nove meses antes de parar. A maioria das pessoas então vê seu cabelo começar a ficar normal novamente e parar de cair.

O eflúvio telógeno causa queda perceptível de cabelo, mas isso é tudo que você deve experienciar.

Se você tiver uma erupção na pele, coceira no couro cabeludo ou queimação, algo diferente do eflúvio telógeno provavelmente está causando sua queda de cabelo, e aí é hora de consultar um dermatologista.

Você sabia que o estresse também pode causar queda temporária de cabelo?

Que o estresse traz inúmeros prejuízos, isso praticamente todos nos dias de hoje sabem. Mas você já parou pra pensar que um estresse fora do comum pode ter um impacto até na queda natural dos fios capilares?

Por essa razão, mesmo se você nunca teve febre ou Covid-19, ainda pode ver queda de cabelo.

O estresse emocional também pode forçar mais fios de cabelo do que o normal para a fase de queda. E quem não está se sentindo mais estressado e ansioso durante a pandemia?

A queda do cabelo começa cerca de dois a três meses após o início do período de estresse.

Obviamente é frustrante e ainda mais estressante ver seu cabelo cair em tufos, mas é importante focar em desestressar durante esses momentos. Somente quando o estresse acabar a queda excessiva de cabelo cessará.

Fique tranquilo, pois o cabelo tende a voltar ao normal por conta própria

Quando a causa da queda de cabelo é devido à febre, doença ou estresse, o cabelo tende a voltar ao normal por conta própria.

Você apenas tem que dar um tempo e tentar não focar em problemas. Conforme seu cabelo cresce novamente, você notará cabelos curtos que têm o mesmo comprimento na linha do cabelo.

A maioria das pessoas vê seu cabelo recuperar a plenitude normal dentro de seis a nove meses.

Se você suspeita que sua queda de cabelo é causada por algo mais do que eflúvio telógeno de estresse ou febre, converse com um especialista em queda de cabelo, um dermatologista.

A queda de cabelo não é um sintoma da Covid-19

Se sua queda de cabelo estiver relacionada a uma doença ou episódio febril, provavelmente não acontecerá imediatamente – pelo menos não durante a doença.

Quando eu paciente vai a um dermatologista com queixas de queda de cabelo, o profissional qual sempre pergunta pelo que estava acontecendo na vida do paciente há três meses. Respostas como “fiquei gripado(a)”, “um parente meu morreu”, etc. são bastante comuns.

Conclusão

Sendo assim, se seu cabelo começar a cair, não se desespere achando que isso pode ser um sintoma da Covid-19.

Tente relaxar e espere a queda diminuir (pois eventualmente isso irá acontecer se for causada apena por febre ou doença como uma gripe).

Se dentro de seis a nove meses seu cabelo não voltar ao normal, procure um dermatologista.

Dúvida? Opinião? Escreva um comentário