fbpx

Cabelo ondulado: 7 dicas para você valorizar suas ondas!

  Por Brenda Archanjo

Por muito tempo o cabelo liso foi considerado o padrão a ser seguido.

As que não podiam contar com a genética tentavam alisar os fios de qualquer maneira.

Valia tudo para se encaixar no padrão – tudo mesmo. Para algumas, até ferro de passar roupa poderia se tornar uma (péssima) alternativa.

Felizmente, hoje o cabelo cacheado e volumoso não só é aceito pela sociedade, como é também considerado belíssimo e almejado por muitas mulheres (incluindo algumas de cabelo liso).

Há uma enorme variedade de produtos e conteúdo voltados para as cacheadas e um movimento de aceitação acolhedor, pronto para dar suporte e auxílio para aquelas que querem passar pelo processo de transição e assumir os cachos.

Por outro lado, não podemos dizer o mesmo sobre o meio-termo entre liso e cacheado – o cabelo ondulado.

É muito comum encontrar onduladas que são frustradas com o próprio cabelo.

Muitas delas não sabem cuidar dos fios da maneira correta e acabam tratando-os ou como um cabelo liso ou como um cacheado.

O resultado disso são mulheres que não sabem que seu liso rebelde pode ser um ondulado lindo!

Se você não está satisfeita com seu cabelo por ser muito volumoso e não ter definição, esse artigo aqui é pra você.

Fica até o final que nós vamos te dar dicas de como valorizar seu cabelo ondulado!

Quais são os tipos de cabelo ondulado?

Sabia que existem vários tipos de cabelos ondulados? Pois é!

E é muito importante que você conheça todos eles para saber qual é o seu.

Dessa maneira será bem mais fácil valorizar suas ondas da maneira correta.

Antes de qualquer coisa, é preciso que você internaliza uma coisa: os cabelos ondulados, por natureza, não são definidos.

Isso significa que não adianta esperar a definição de um cabelo cacheado.

Produtos que ativam os cachos serão uma perda de dinheiro (e de tempo, pois você gastará usando-os).

Além disso, é muito provável que você tenha diversos tipos de ondas diferentes no cabelo.

Algumas podem ser mais abertas, outras mais fechadas, e podem até existir ondas que se assemelham bastante a cachos.

Isso pode ser um pouco frustrante para aquelas que preferem um cabelo mais uniforme, mas é preciso se desprender desse pensamento e aceitar seu cabelo do jeito que ele é.

A melhor maneira de identificar o seu tipo de cabelo ondulado é com ele molhado, que é quando a raiz fica mais lisa e as ondinhas já começam a dar as caras.

O primeiro tipo de cabelo ondulado é o 2A

  • É o mais próximo de liso que existe. Os fios são mais finos.
  • As ondas são mais abertas e leves.
  • O cabelo é menos cheio e volumoso.

O segundo tipo de cabelo ondulado é o 2B

  • As ondas são mais marcadas e volumosas.
  • O cabelo tem mais tendência a ter frizz.
  • Ondas surgem no meio do cabelo e vão até as pontas.

O terceiro e último tipo de cabelo ondulado é o 2C

  • É o tipo de cabelo ondulado mais próximo do cabelo cacheado.
  • É possível identificar a formação de alguns cachos.
  • Possui bastante volume e ondas bem-marcadas desde a raiz até as pontas.

Agora vamos às dicas – continue a leitura para aprender a valorizar seu cabelo ondulado!

1. Cabelo ondulado tem frizz – e isso não é algo ruim

A grande maioria das mulheres cresceu ouvindo horrores sobre o frizz e fazendo de tudo para evitá-lo.

Mas e se eu te disser que, para as onduladas, essa não é bem uma opção?

Como já explicamos, o cabelo ondulado é naturalmente sem definição.

Isso significa que, ainda que você se esforce muito, ele sempre terá algum frizz.

Lembre-se: seu cabelo não é cacheado, e sim ondulado.

E quem disse que isso é algo ruim?

Obviamente ninguém quer um cabelo bagunçado que lembra um ninho de pássaros, mas isso não quer dizer que você precisa odiar seu frizz.

É possível ter um cabelo ondulado belíssimo sem abrir mão deles completamente.

Se você quer aprender a valorizar seu cabelo ondulo, será necessário se desprender dessa ideia antiga e preconceituosa de que o frizz é essencialmente algo ruim e feio.

Veja também: 8 dicas e 2 tratamentos caseiros para acabar com o famoso frizz

2. O óleo de coco é seu melhor amigo

Além de aceitar o frizz do seu cabelo ondulado, também será necessário aprender a lidar com ele.

E, para isso, nada melhor do que um bom óleo de coco.

Além de controlar o frizz e deixá-lo volumoso na medida certa, o óleo de coco ainda vai deixar seus fios bem mais brilhosos, saudáveis e fortalecidos.

O ideal é aplicá-lo no cabelo umedecido.

Para definir e valorizar suas ondas, é necessário realizar a finalização do cabelo ondulado sempre de baixo pra cima.

Seja com um difusor, um secador ou até mesmo com as mãos, o importante é estimular o volume.

O contrário – de cima pra baixo – acaba não definindo os fios corretamente e deixando o cabelo armado. Algo que ajuda bastante é jogar todo o cabelo pra frente.

Veja também: Óleo de coco no cabelo é mesmo eficaz?

3. Estimule suas ondas sempre de baixo pra cima

Para definir e valorizar suas ondas, é necessário realizar a finalização do cabelo ondulado sempre de baixo pra cima.

Seja com um difusor, um secador ou até mesmo com as mãos, o importante é estimular o volume.

O contrário – de cima pra baixo – acaba não definindo os fios corretamente e deixando o cabelo armado. Algo que ajuda bastante é jogar todo o cabelo pra frente.

4. Evite ao máximo aplicar calor aos fios

O calor – principalmente o de escovações – acaba estimulando os fios a ficarem mais lisos.

Por isso é importante evitar chapinhas, baby liss e até mesmo banho muito quente em cabelos ondulados.

5. Nunca use condicionador na raiz

A raiz do cabelo ondulado é naturalmente mais lisa.

Ao aplicar um condicionador, você está deixando sua raiz mais oleosa e pesada.

O certo é não usar ou usar apenas um pouquinho nas pontas e tirar logo em seguida.

6. Escolha o corte de cabelo certo para cabelo ondulado

Essa é uma das dicas mais subestimadas pelas onduladas.

Se você segue todas as outras dicas corretamente e continua insatisfeita com seu cabelo ondulado, é muito provável que o problema esteja no seu corte.

Cortes mais retos podem até dar certo em alguns casos, mas o ideal é que sejam evitados, pois acabam concentrando todo o volume do cabelo em apenas uma área – as pontas.

Isso poderá te deixar parecendo um poodle.

Cabelos ondulados combinam muitíssimo bem com cortes em camadas ou repicados.

Eles valorizam as ondas e controlam o volume.

7. Umectação é essencial

Assim como os cacheados, os fios ondulados são naturalmente mais secos. Isso explica o frizz.

Sendo assim, é muito importante que você mantenha seus fios sempre hidratados.

Para isso, é essencial manter seu cronograma capilar em dia e realizar uma umectação com algum óleo de sua preferência a cada 7 ou 15 dias nos cabelos secos.

Veja como montar seu cronograma capilar aqui!

A frequência irá depender do quanto seus fios são secos.

A umectação é maravilhosa para o cabelo ondulado porque nutre, dá emoliência e sela os fios. Além disso, ela ajudará a pôr as fibras dos fios em ordem, ou seja, eles ficarão mais alinhados e as ondas mais controladas.

E aí, o que você achou dessas dicas para valorizar o seu cabelo ondulado?

Chega de liso rebelde e armado – está na hora de tratar seu cabelo do jeitinho que ele merece e assumir suas ondas!

Você conhece alguma outra dica para os cabelos ondulados? Compartilha com a gente aqui nos comentários.

E não esqueça de mandar esse artigo para aquela sua amiga que precisa aprender a cuidar das ondas!

Dúvida? Opinião? Escreva um comentário