fbpx

Beldroega para cabelo: benefícios e como consumir!

  Por Brenda Archanjo

Cuidar do cabelo é sinônimo de uma disponibilidade de muitos fatores: paciência, tempo e dinheiro.

Isso porque, geralmente, compramos, além de produtos de limpeza de cabelo, máscaras de hidratação, nutrição e reconstrução para manter um cronograma capilar.

Sabendo que nem sempre podemos gastar as nossas economias para isso, muitas pessoas recorrem a alternativas mais naturais.

Por isso, hoje, nós vamos explicar mais o que é beldroega e explicar se é, de fato, uma opção válida para cuidar do cabelo e substituir produtos capilares.

Umectação com azeite de oliva – benefícios e como fazer!

Para que serve Beldroega?

Beldroega é um dos nomes de uma planta cujo termo cientifico é Portulaca oleraceae.

Apesar da formalidade, esse vegetal também pode ser designado como beldroega-pequena, beldroega-verdadeira, beldroega-vermelha, caaponga, onze horas, beldroega-da-horta e outros.

Essa planta é, como próprio nome sugere, do gênero Portulaca. Este é mais fácil de ser encontrado no oeste da América do Norte, América do Sul e África.

Apesar disso, algumas espécies também podem ser achadas nos continentes europeus e asiáticos.

Diante das determinadas condições climáticas, a Beldroega conta com características botânicas bem especificas.

As principais são que ela é herbácea prostrada, anual, suculenta e conta com ramos de 20 a 40 cm de comprimento. Além disso, as flores são amarelas, axilares e solitárias.

Tais características fazem com que a composição química da beldroega conte com a presença de ácidos fenólicos, flavonoides, noradrenalina e dopamina, ácido ascórbico, b-caroteno, alcaloides fenólicos e ácido graxo a-linolênico.

Benefícios da beldroega

A Beldroega é considerada um vegetal refrescante. Para além disso, as partes mais utilizadas são, de forma geral, os caules, folhas, sementes e a planta inteira.

Isso faz com que cada região usada proporcione um efeito diferente e promova benefícios diversos.

Os principais benefícios da beldroega estão relacionados ao uso da planta em casos de:

  • Disenteria (principalmente em crianças)
  • Enterite aguda
  • Mastite
  • Hemorroidas
  • Afecções da bexiga, fígado e rins, cálculos biliares e escorbuto (usa planta inteira)
  • Azia, erisipela, inflamação dos olhos e afecções das vias urinárias (folhas e caules)
  • Queimaduras
  • Ulceras
  • Feridas
  • Nevralgias
  • Afecções das vias urinárias, distúrbios menstruais e verminose (sementes)

Esses benefícios só são possíveis porque as principais propriedades dessa planta herbácea estão atreladas às ações anti-inflamatórias, antioxidantes, anti-hemorrágicas, relaxante muscular e a broncodilatadora.

Estas são determinantes para os fins medicinais e terapêuticos.

Para além disso, a beldroega é uma planta que pode ser utilizada no meio culinário.

Isso acontece porque ela é considerada uma das PNC que, por sua vez, significa Plantas Alimentícias Não Convencionais.

Estas são plantas que contam com grande potencial alimentício.

No entanto, apesar dessas características, essas determinadas plantas não consumidas em larga escalada. Assim, a beldroega é desconhecida por muita gente.

Como consumir beldroega?

A Beldroega conta com raízes amargas e duras e folhas salgadas e levemente ácidas. Sendo assim, esse tipo de planta pode ser consumido cozido, cru e/ou refogado.

Diante disso, existe uma grande possibilidade de combinações na cozinha que levam esse vegetal.

Uma das receitas com Beldroega encontradas foi do site Somos Verdes. Essa dica é, na verdade, a Beldroega em conserva e, para isso, você vai precisar de:

  • Uma porção de Beldroega
  • 3 dentes de alho
  • Vinagre de maçã
  • 10 grãos de pimenta do reino

Tendo esses ingredientes, você precisa seguir o seguinte passo a passo:

  • Lave os caules e as folhas de Beldroega
  • Corte a planta em pedaços de aproximadamente 2,5 cm em um recipiente de vidro
  • Acrescente o alho picado e os grãos de pimenta do reino
  • Após isso, adicione o vinagre de maçã o suficiente para cobrir o frasco
  • Feche o recipiente
  • Ao fazer isso, mantenha o frasco por 2 semanas
  • Depois desse tempo, a Beldroega em conserva está pronto para ser consumido

Mas, para além desse uso da Beldroega, a planta também pode ser utilizada para fins capilares. Como? Por que? Continue acompanhando a leitura caso queira saber!

Beldroega para cabelo

A Beldroega é uma planta com propriedades anti-inflamatórias e efeitos antioxidantes, como já explicamos anteriormente.

Essas características fazem com que o vegetal seja um aliado na redução da irritação e da descamação do couro cabeludo.

Dessa maneira, pessoas com dermatite na região capilar e psoríase no cabelo poderiam ser beneficiadas.

Isso foi comprovado por testes clínicos com 27 mulheres na faixa dos 20 anos.

Do total, 14 delas receberam o extrato de Beldroega e notaram diferenças: as células mortas da pele e o sebo oxidado saíram mais rápido do que o normal.

Além disso, o couro cabeludo não ficou ressecado bem como as irritações na região capilar diminuíram.

Como usar Beldroega para cabelo?

O uso externo da Beldroega consiste nos caules e folhas amassados sob forma de emplastros.

Além disso, a planta em questão também pode ser aproveitada como chá sob forma de compressa. Sendo assim, o ideal é misturar as folhas com água quente fervendo.

Contraindicação da Beldroega

A Beldroega é natural. Apesar disso, três grupos bem específicos devem evitar de consumi-la.

Estes, por sua vez, são: pessoas com problemas digestivos, com pressão alta e mulheres grávidas.

No mais, ressaltamos a importância do suporte médico para todos que desejam ingerir essa planta.

Você já comeu Beldroega?

Se sim, o que achou?

Quais benefícios notou?

Fontes: [1] [2] [3] 

Benefícios do óleo de melaleuca para o cabelo e como usar

Dúvida? Opinião? Escreva um comentário